Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Pelo sonho é que vamos

por Santiago Miral, em 27.11.20

sgama.jpg

Pelo sonho é que vamos,
comovidos e mudos.

Chegamos? Não chegamos?
Haja ou não haja frutos,
pelo sonho é que vamos.

Basta a fé no que temos.
Basta a esperança naquilo
que talvez não teremos.
Basta que a alma demos,
com a mesma alegria,
ao que desconhecemos
e ao que é do dia a dia.

Chegamos? Não chegamos?

– Partimos. Vamos. Somos.

(Sebastião da Gama, um dos meus poetas predilectos)

Autoria e outros dados (tags, etc)


10 comentários

Imagem de perfil

De olhosqueleem a 27.11.2020 às 14:27

Um poema dos mais belos.
Pelo sonho é que vamos, verdade. Os sonhos impulsionam a nossa vida.

Obrigada

ana
Imagem de perfil

De Santiago Miral a 27.11.2020 às 15:46

Talvez me atreva a acrescentar que, para além de impulsionarem a nossa vida, os sonhos são parte de nós, sem os quais nada somos nem podemos ser.
Recordo aqui Pessoa que afirmava “Não sou nada. / Não serei nada. / Não posso querer ser nada. / À parte disso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.”

Imagina, pois, a minha tristeza ao escutar há dias um amigo, de carreira estagnada há décadas e um vencimento reduzido, que me confidenciava: “Há muito que deixei de sonhar.”

Eu acrescentei: “Não, há muito que deixaste de viver.”
Imagem de perfil

De olhosqueleem a 27.11.2020 às 22:59

"há muito que deixaste de viver". Oxalá consigas resgatar esse amigo para a vida, para refazer os seus sonhos #

Num filme com Clint Eastwood ele dizia isto : “Os velhos sonhos, eram bons sonhos. Não se realizaram, mas estou feliz por tê-los tido”.

Ana
Imagem de perfil

De Santiago Miral a 27.11.2020 às 23:41

Sabes que nem sempre é fácil resgatar um cativo a quem não foram dadas oportunidades.

Mais do que sonhar, torna-se vital lutar pela concretização dos sonhos, de cada um deles, caso contrário nunca passaremos de pássaros engaiolados. Ouso invocar uma vez mais Sebastião da Gama, desta vez num poema retirado do livro Cabo da Boa Esperança:

"Cantilena

Cortaram as asas
Ao rouxinol.
Rouxinol sem asas
não pode voar.

Quebraram-te o bico,
rouxinol!
Rouxinol sem bico
não pode cantar.

Que ao menos a Noite
Ninguém rouxinol!,
ta queira roubar.
Rouxinol sem Noite
Não pode viver."

Aqui te deixo o link, caso prefiras escutar (espero que gostes):

https://www.youtube.com/watch?v=TUhcgk8PjY0

Uma noite muito feliz.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.11.2020 às 14:40

Tenho, dessa colecção. Admirável poeta da Arrábida.
Imagem de perfil

De Santiago Miral a 27.11.2020 às 23:45

É verdade, a Serra-Mãe, como ele lhe chamava, e que deu origem ao nome de um dos livros de poemas. Tenho-os todos.
Obrigado pelas suas palavras, amigo Anónimo.
Imagem de perfil

De imsilva a 27.11.2020 às 16:28

É verdade, se não vamos com o sonho, vamos com quê?
Imagem de perfil

De Santiago Miral a 27.11.2020 às 18:47

Tem razão, imsilva. Nada de caminhadas solitárias.
Imagem de perfil

De Isa Nascimento a 28.11.2020 às 11:52

Que bonita partilha!
Acho que nunca tinha lido nada de Sebastião da Gama...
Imagem de perfil

De Santiago Miral a 28.11.2020 às 12:12

Obrigado pelas palavras, Isa.
Fico feliz por dar a conhecer este sublime poeta e professor.
Para alem da poesia, sugiro a leitura do seu Diário. O que tenho aqui comigo é a 6ª edição, com prefácio de Hernâni Cidade. Leitura obrigatória para todos os docentes, na minha opinião.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D